sábado, 25 de março de 2017

O que valem os Deputados Europeus?

O que valem os Deputados Europeus? J. C. Juncker responde
“Depois da apresentação do Livro Branco sobre o futuro da União Europeia e das intervenções dos eurodeputados, Jean-Claude Juncker insurgiu-se esta tarde no Parlamento Europeu ao fim de ouvir críticas à proposta da comissão”.
 “Devo dizer que os debates se seguem e se assemelham uns com os outros. Os debates no Parlamento Europeu têm uma especificidade: ninguém ouve aquilo que os outros dizem e os deputados só leem o texto que prepararam. Será que isto é um debate? De forma nenhuma, antes pelo contrário”, afirmou o presidente da Comissão Europeia”.
E concluiu com um valente “merda”.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Relva nas Rotundas

O uso e abuso de relva nas rotundas, trás quase sempre um problema de manutenção.
Quando há água disponível tudo vai bem, quando não há água a relva verde transforma-se naturalmente em relva amarela.
É o que está a acontece em algumas rotundas, novas, em que o corte não é acompanhado de rega e depois é o que poderá adivinhar, a morte da relva.
Felizmente que a chuva e a neve vieram dar uma ajuda.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Requalificação do Jardim José de Lemos: 2ª fase?

Postal – Jardim José De Lemos. Anterior a 1950
A história já contada sobre o concurso, valor base, valor real, valor baixo, valor alto, adjudicações directas e outar coisas.
Estão a ser assim as adjudicações na requalificação do Jardim José de Lemos:
1 - Em 22 de Agosto de 2016 foi adjudicada a obra de requalificação do Jardim por 292 414,75 Euros sem IVA, e o contrato não diz que é a 1ª fase, nem se refere a fases seguintes.
2 - Em 22 de Março de 2017, exactamente 7 meses depois e ao mesmo fornecedor, foi adjudicada a 2ª fase das obras por 105 000,01 Euros sem IVA. Um cêntimo acima de 105 mil Euros, que número estranho. O valor base era de 175 mil Euros.
Será que aconteceu um erro de projecto de 25%?
Quinhentos mil Euros com IVA numa pequena requalificação de um jardim?
Nota pós mensagem: O valor base do concurso para esta obra foi de 434132,83 Euros e foi adjudicada por 292414,75 euros e depois por mais 105000,01 euros.  Há qualque coisa que não está bem.

quarta-feira, 22 de março de 2017

CDS rejeita coligações com PSD no Distrito da Guarda

“A Comissão Política Distrital da Guarda do CDS-PP deliberou não integrar qualquer coligação com o PSD, no distrito da Guarda, para as Eleições Autárquicas de 2017”.
E porquê? Porque:
“Era necessário que por parte dos sociais-democratas houvesse respeito institucional pelo CDS e que fossem considerados os resultados eleitorais autárquicos de 2013, mormente na definição da liderança das coligações. Nem a primeira nem a segunda foram cumpridas pelo PSD da Guarda”
“Além de não aceitar a liderança do CDS no concelho da Meda, o PSD demonstrou, ainda, um total desrespeito institucional pelo CDS, chegando ao ponto de querer impor nomes em representação do CDS»
«Embora estivéssemos já habituados àquela falta de respeito do PSD pelo CDS, como no caso do não cumprimento do acordado em Gouveia, ou na governação municipal da Guarda onde a nossa concelhia nunca foi ouvida e achada fosse para o que fosse, nunca poderíamos aceitar que a distrital do PSD impusesse nomes em nome do CDS».
“Por isso o CDS concorrerá às eleições autárquicas de 2017 em todos os concelhos do distrito, abrindo as suas listas a independentes e a todos quantos queiram defender o progresso e o bem comum das suas gentes e localidades».

terça-feira, 21 de março de 2017

PREC-RV-POC-EJ-IEFP-SSMJS-JJL-JM

PREC-RV-POC-EJ-IEFP-SSMPS-JJL-JM, são tudo siglas ligadas ao trabalho. Uns inventam postos de trabalho e outros que contribuem para o preenchimento desses lugares.
Tem havido uma corrida interessante nesta luta pelo emprego, talvez se compare com a meia maratona mais alta do país.
Já preenchidos os lugares no jardim da saúde, as atenções viram-se agora para o jardim municipal.
Muitas caras novas se passeiam entre os dois jardins, mostrando os seus likes diários. É o emprego que lhes está atribuído. Fazer likes e fazer número.
E nos jardins, não havendo que fazer há sempre um bom café, para beber e para dar à língua.

segunda-feira, 20 de março de 2017

A calçada da Rua Nuno Álvares

A Rua Nuno Álvares foi requalificada no ano passado, se não me engano.
Aquela zona do passeio já foi composta mais de uma dúzia de vezes.
Bem reparada, mal reparada? Não me compete a mim dizer.
A culpa decerto que não é do calceteiro, nem do passeio e não deve ser difícil verificar onde está o problema,
Como este tipo de problemas é comum em vários locais, valerá a pena fazer um levantamento e definir um procedimento para este tipo de problemas.

domingo, 19 de março de 2017

Concursos públicos e adjudicações directas

Torre
Uma jornalista do público andou a investigar os concursos de obras públicas e as adjudicações directas, e constatou que há cada vez mais obras adjudicadas diretamente.
E há uma explicação muitíssimo interessante. Resumindo:
1 – Uma obra é posta a concurso por um valor muito abaixo do custo real da obra.
2 – Não há concorrentes, porque não querem perder dinheiro ou não querem fazer obra má.
3 – Se mesmo assim houver concorrentes todas as propostas são excluídas por razões de ordem técnica ou financeira
4 – Não havendo propostas válidas então a entidade adjudicante pode fazer ajustes directos
5 – As obras são então adjudicadas por sucessivos ajustes directos
Notícia do Jornal Interior:
“A requalificação da rotunda que liga a Avenida de São Miguel à Avenida da Estação, junto ao Parque Urbano do Rio Diz, na Guarda, e que incluía a instalação de uma antiga locomotiva da CP, já não vai concretizar-se neste mandato”.
“O primeiro concurso público, com um preço-base de 438 mil euros, mais IVA, aberto pela autarquia ficou deserto e obrigou à «readaptação do projeto», adiantou Álvaro Amaro aos jornalistas no final da reunião de Câmara da passada segunda-feira. Segundo o presidente, com este contratempo a remodelação «já não será feita este ano», tendo sido deliberado por maioria, com os votos contra dos dois vereadores do PS, abrir novo concurso público”.

sábado, 18 de março de 2017

A FIT na BTL - Lisboa

Fotos: Câmara Municipal da Guarda
A Feira Ibérica de Turismo foi apresentada na Bolsa de Turismo de Lisboa, com pompa.
“Cabo Verde é o país convidado da quarta edição da Feira Ibérica de Turismo que decorrerá de 28 de abril a 1 de maio, na Guarda”.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Dia Mundial da Árvore – Avenida Cidade de Watterbury

As árvores estão na Avenida Cidade de Watterbury e não na Avenida Cidade de Salamanca
É bem possível que as tiliáceas há muitos anos plantadas na Avenida Cidade de Watterbury, estejam mais para morrer do que para viver. As sucessivas podas arrasadoras cortaram-lhe também anos de vida.
Mais dia, menos dia teremos troncos mortos naquela avenida.
A Câmara vai comemorar o Dia Mundial da Árvore com 2 mil crianças das escolas da Guarda.
Eis aqui uma boa proposta para tornar as crianças mais felizes a as árvores mais alegres.
As crianças iriam adorar a pintura e tornaria o dia inesquecível e se lhes contassem que o destino daquelas árvores será brevemente uma qualquer lareira, então mais se empenhariam na pintura daqueles troncos esqueléticos.
Já agora e por curiosidade, ao longo da VICEG – Via de Cintura Externa estão a plantar dezenas de árvores. Dizem-me que são folhosas e que quando estiverem crescidas, no outono, quando cai a folha, a VICEG pode tornar-se perigosa com tanta folha. Confio nos técnicos que escolheram as árvores, mas nunca se sabe, há pormenores que às vezes escapam.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Diálogos Arquitectónicos

Diálogo 1 – A Marquise dos antigos Paços do Concelho
Ainda sobre as obras de intervenção no Edifício dos Antigos Paços do Concelho na *raça Velha:
Diz o Arquitecto na memória descritiva: “A criação do espaço Solar dos Sabores que vai ocupar parte do piso térreo obriga ao avanço de uma vitrina e será constituída por exposição, bar/loja, serviços, áreas técnicas e armazém”.
Ficámos assim a saber que não é o Presidente da Câmara, nem o Arquirtecto, que querem construir a marquise, quem a quer construir é o Solar dos Sabores, que com a sua personalidade jurídica, quer mais espaço para amesendar os convidados da CIMBSE.
Diálogo 2 – Tecto virtual na Rua do Comércio
Após o falhanço técnico da cobertura da Rua do Comércio, vão ser realizadas obras de ornamentação com a criação de um tecto virtual:
“Vai ser criada uma iluminação com tubos colocados horizontalmente, em várias direcções, dando a sensação de haver um tecto”
Que lido, um tecto falso que vai dinamizar à noite aquela rua central da cidade. Há. Não é só a iluminação é também os vasos de/com flores e uns bancos, (de granito, aposto)
E já contactaram os comerciantes para estarem abertos durante a noite? Ou será que os habitantes dos bairros periféricos subirão ao alto da cidade apenas para ver as flores, a iluminação e descansar da caminhada nos bancos confortáveis?
Nota: Será que a Comunicação Social pode ter acesso aos pareceres da Direcção Geral do Património sobre estas obras, ou são matéria reservada? E se têm acesso, não têm curiosidade em saber e informar?

quarta-feira, 15 de março de 2017

Os Autarcas da CIMBSE e o email do PS

Os nossos queridos Presidentes de Câmara com assento na CIMBSE – Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, decidiram tomar posição sobre o já famoso Correio Electrónico do PS Distrital a exigir lugares na Administração da ULS Unidade Local cde Saúde. E dizem:
«Uma situação infeliz».
“Todos os autarcas presentes fizeram questão de repudiar teor do email enviado pelo presidente da federação socialista da Guarda ao ministro da Saúde”.
“A comunidade devia ter designado ontem o representante para a futura equipa da ULS da Guarda mas face à polémica só o fará após o Governo decidir e indicar a restante composição”.
“Não está em causa o consenso já obtido à volta do nome de José Monteiro mas a entidade intermunicipal não quer ser envolvida em equívocos que a atitude dos socialistas da Guarda possa causa”.
É notável esta posição dos Presidentes.
Os nomes escolhidos não eram da sua confiança ou do seu círculo?
Alguém os ouviu tomar posição sobre a ULS e o seu funcionamento?
Alguém os ouviu tomar posição sobre o actual Conselho de Administração, politizado até ao tutano?
Alguém os ouviu tomar posição sobre os vários escândalos que tem aparecido na Comunicação Social?
Porque vão nomear um político para representar a CIMBSE na ULS?
Razão simples, porque são amigos políticos, porque são nomeados por amigos políticos, porque são companheiros de presidência, porque são ex-autarcas e se dão todos muito bem em privado.
E porque também nomearam políticos para o seu secretariado executivo, por serem ex-autarcas?
E porque vão criar lugares em Bruxelas no Parlamento Europeu, para os amigos políticos?
E porque deixaram morrer a grande casa da Comunidade em Salamanca, foi por falta de amigos?
Infelizmente, e cada vez mais, quem tem amigos consegue tocar viola. 

terça-feira, 14 de março de 2017

Os donos disto tudo

Leiam sem se rirem e sem se exaltar. Pelo menos aqueles que vão sabendo o que se passa na ULS:
OS DONOS DISTO TUDO
​A Comissão Política Distrital do PSD da Guarda vem manifestar o seu mais veemente repúdio pela despudorada tentativa de assalto do PS distrital ao Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Guarda.
​Nunca, em momento algum, se viu um ensaio tão desavergonhado de apropriação de lugares e órgãos do aparelho do Estado por parte de um partido político.
A operação que o PS desencadeou, e que hoje, para infelicidade e desonra do nosso distrito, foi noticia em todo o país, é de uma gravidade a toda a prova.
A Federação Distrital do PS enviou um mail a elementos do Ministério da Saude procurando condicionar as escolhas do Ministro da Saúde para o Conselho de Administração da ULS.
Para o PS, imagine-se, o critério não é o do mérito, não é do capacidade, não é o da experiência, não é o da competência dos membros a nomear, mas antes a cor da camisola, que sob chantagem de demissão e de retirada de confiança politica, acha que deve ser a cor de rosa das estruturas locais do Partido Socialista.
​Nada mais ignóbil e inacreditável.
A escolha de qualquer elemento para estas funções - ou quaisquer outras de natureza publica - deve fazer-se pela tutela de forma livre e esclarecida e sempre com o objetivo último de melhorar e otimizar a gestão da ULS e da prestação de serviços de saúde no Distrito.
​Como é evidente, o Ministro da Saúde não cederá a esta desgraçada posição do PS distrital e não acatará as instruções ou recomendações do Presidente da sua Federação, que se pautam unicamente pela acéfala distribuição de lugares entre os seus mais próximos, e não por procurar obter uma equipa com a maior competência técnica para conduzir a ULS.
​O PS da Guarda comporta-se como uma agência de emprego para os seus dirigentes, ao invés de se preocupar em apresentar propostas e soluções para os problemas com que se debate o distrito.
Sobre o impasse do Hotel Turismo, sobre o encerramento do Centro Educativo do Vale do Mondego, sobre o cancelamento da construção da barragem de Girabolhos, sobre outros projetos de interesse da região, nem uma palavra, nem uma reação, nem um sopro a demonstrar a sua existência.
O que importa são lugares, apropriação de cargos públicos e empregos para os seus ‘boys’.
​Em suma, uma indecente e indecorosa forma de fazer politica.
​O PS quer ser o dono disto tudo, o que, como se sabe, não costuma dar bons resultados.
A Comissão Política Distrital do PSD da Guarda

segunda-feira, 13 de março de 2017

Demita-se e candidate-se à Câmara

Perante as notícias vindas a público transmitidas por Jornal Terras da Beira e Rádio Altitude, em que transcrevem partes de um correio electrónico dirigido pelo Presidente da Federação Distrital da Guarda ao Ministro da Saúde, só resta um caminho ao Presidente da Federação: Demitir-se. Este espectáculo do nomes já passa das marcas.
É inaceitável a chantagem que é feita sobre o Ministro, as ameaças que são feitas e não apresentando razões credíveis para a nomeação de alguém, sem nome, que apenas tem como credencial a filiação no partido.
Senhores candidatos às Câmaras do distrito, não se candidatem como pede o vosso Presidente, o Povo não precisa de gente assim.
E já agora, como fica representado o povo do Distrito? É o Presidente da Câmara de Celorico que o vai representar? Ou é porque na CIMBSE só há 14 ou 15 pessoas competentes?
Como é possível que seja a Comunicação Social a comandar os processos da ULS e da Câmara? Quem é conivente com isto?
“Escolha do conselho de administração da ULS da Guarda provoca mal-estar no PS” (Terras da Beira)
“Federação da Guarda ameaça retirar «confiança política» ao ministro da Saúde se não nomear militantes do PS para a administração da ULS” (Rádio Altitude)
http://www.altitude.fm/index.php/actualidade/1776-federacao-da-guarda-ameaca-retirar-confianca-politica-ao-ministro-da-saude-se-nao-nomear-militantes-do-ps-para-a-administracao-da-uls

Futuro Pavilhão de exposições ou multiusos

Na última Assembleia Municipal foi aprovada a proposta de alteração do uso do solo onde está implantado Mercado Municipal, o Centro Coordenador de Transportes e um Parque de Estacionamento.
Lembro que nesta área esteve prevista a construção de um grande Centro Comercial, com Mercado Municipal e Centro Coordenador de Transportes. Não sendo viável este projecto, que se acabe definitivamente com ele.
Como sei eu, e sabem todos, que um dos projectos na Carteira de obras do Presidente da Câmara é um pavilhão multiusos, ou como agora lhe querem chamar, um pavilhão de exposições, parece claro que ali pode nascer um grande pavilhão, subsidiado com os dinheiros da União Europeia, à pala da regeneração urbana.
Como se sabe, a União Europeia já não investe neste tipo de obras, mas sendo regeneração, talvez se arranje qualquer coisinha.
O Presidente da Câmara anunciou que a localização do Pavilhão será objecto de grande discussão pública. Estamos habituados, às grandes discussões públicas.
Com já escrevi em tempos, antigas piscinas, encosta norte e antigas instalações da Renault poderiam ser hipótese. Veremos o que a campanha eleitoral nos trás. 

domingo, 12 de março de 2017

Grafitis na encosta norte

As paredes de betão e granito construídos para recuperação da encosta norte estão a ficar saturadas de grafitis.
Seria boa ideia, pelo menos para mim, que o próximo “Simpósio de Arte Contemporânea” contratasse uns quantos artistas de arte urbana e desse nova vida aqueles muros.
A grandeza dos muros merecia a grandeza de alguns artistas da rua.

sábado, 11 de março de 2017

Preparar um discurso de apresentação de candidatura

As eleições autárquicas estão a aproximar-se rapidamente e a apresentação dos cabeças de lista seguem frenéticos por todo o País.
É bom que os discursos de apresentação estejam bem preparados e decorados. As frases feitas são obrigatórias nestes discursos.
Pode escolher, não são minhas, plagiei de alguém, ora leia:
Estou consciente da responsabilidade de que é portador e que tudo fará para devolver a esperança e a credibilidade ao concelho.
É preciso ter em conta que os cidadãos do concelho não merecem o pesadelo que estão a viver com a gestão ruinosa levada a cabo por quem gere hoje os destinos da autarquia.
A minha terra e os cidadãos do concelho são a razão do desafio que acabo de assumir.
A candidatura será mobilizadora e incluirá todas as sensibilidades políticas e todas as pessoas que pretendam o bem do concelho.
A candidatura não é contra ninguém, será sempre construtiva e pela positiva e única e simplesmente pelo desenvolvimento e pelo futuro do concelho.
Recuperar o tempo perdido e dar um novo rumo ao concelho, alicerçado nas suas potencialidades.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Antiga Câmara Municipal vai ter marquise

Fotografia da fachada antigo edifício da Câmara Municipal
Copiada da primeira página do jornal Terras da Beira
“O edifício da antiga Câmara Municipal da Guarda situa-se numa das principais praças da cidade do século XV ao lado da Catedral”. “O edifício tornou-se sede do município, no século XVII”. “Numa fase posterior, este edifício acolheu a prisão, o tribunal e o notário”.
A fachada rectangular apresenta dois estilos arquitectónicos. O primeiro tem uma galeria tripla com volta perfeita, apoiado por colunas decoradas com haste oblíqua, fechado por grades de ferro forjado. No átrio da arcada, abrem-se os portais do edifício e a parede intermediária está decorada com painéis de azulejos da autoria do mestre Cargaleiro. No segundo registo nos arcos, foram abertas três janelas semelhantes às descritas anteriormente, com gradeamento de ferro. No meio das janelas, poderá observar o brasão de Portugal, no lado esquerdo, e o brasão da Guarda, no lado direito.
(Informação retirada do sitio oficial da Junta de Freguesia da Guarda, já que a informação que aparece no sítio oficial da Câmara Municipal não é copiável)
Agora com a remodelação para albergar a sede da Comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, vai ter uma cara nova.
Janelas novas no primeiro andar e uma magnífica marquise em alumínio, castanho, quase preto e projectada por um prestigiado arquitecto, de longe, julgo saber, deve ter visto a Guarda apenas pelas fotografias do Google.
Será que os Guardenses não estão interessados em saber qual o parecer da Direcção da Cultura do Centro, que durante anos bloqueou projectos, por coisas mesquinhas e agora aceita estas alterações na principal praça da cidade e que tem regulamento de construção e reabilitação próprios?
E o Senhor Vereador da oposição que é Arquitecto não tem nada a dizer?
Afinal o diamante Guarda é para lapidar ou para ser delapidar?

quinta-feira, 9 de março de 2017

Umas escadas e sua envolvente, na encosta Norte

As imagens poucas palavras precisam.
Uma grande escadaria que faz parte área requalificada da encosta norte está em estado miserável.
Não só a escadaria.
É quase no centro da cidade e zona histórica e está completamente ao abandono.
Não admira, é um projecto de executivos anteriores e por isso não vale a pena investir nisto.
Já agora, também não são só obras de executivos anteriores, já há obras deste executivo que aparentam desleixo.
Obrar, inaugurar e deixar andar, continua a ser o lema.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Três berbicachos junto à rotunda

Berbicacho: Coisa ou situação complexa, difícil
Entre o Centro Coordenador de transportes e a Escola da Sé, na Rua António Sérgio fica a Rotunda do Centro Coordenador de transporte, e nela se apresentam três berbicachos.
Devem ser de difícil resolução pois já lá estão há bastante tempo.
1º Berbicacho – Passeio e passagem de autocarros. Paralelos levantados. Falta acabar a zona dos autocarros.
2º Berbicacho – O chão do abrigo da paragem dos autocarros não está calcetado. Felizmente que, neste caso, tem chovido pouco e assim os clientes dos transportes não têm que ficar com os sapatos, ou botas, nas poças de água.
3º Berbicacho – Estão dois edifícios em ruínas. Um tem as portas e janelas tamponadas com tijolos, o outro está com as janelas e portas abertas com os destroços à vista de toda a gente. O mais perigoso, no entanto, são alguns alunos mais audazes que se aventuram por lá. Um perigo.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Restos do Julgamento e Morte do Galo do Entrudo

Fez-se a Festa. Queimou-se o Galo.
As freguesias divertiram-se. E não fica ninguém para contar o que aconteceu.
Para o ano talvez volte, pelo menos o cortejo, se mudarem a agulha.
O Galo deixou de ser inconveniente.

No Carnaval eles disseram e eu também disse

1 – “Amaro para os dirigentes socialistas sobre o Hotel de Turismo «quietos e calados dão melhor ajuda». Porquê: porque mesmo dentro do PS não se entendem quanto ao futuro a dar à unidade que é, ainda, propriedade do Estado”.
1 A – E quem foi o primeiro a estragar?
2 – “Uma das novidades do Galo do Entrudo deste ano é a de que o bicho estará, até pouco antes do julgamento, a deixar que lhe metam queixumes no cu: pedidos, lamentos e confissões que hão-de fazer parte das cinzas desde Carnaval”.
2 A – Ideia genial. Um galo diferente do habitual.
3 – “O presidente da Câmara da Guarda diz que quer ter um documento que exponha a saúde financeira do município no final do mandato e permita comparar. Uma nova auditoria externa vai ser contratada”.
3 A – As encomendas também servem para isto
4 - “Eu sou suficientemente grande em termos de coerência e convicção. É uma grandeza ainda maior para a Guarda”
4 A – Os da Guarda são assim tão pequeninos?
 5 - “Se calhar no passado fazia-se uma adjudicação por 300 mil e a obra custava 500 mil, quer dizer que o que ia a mais não tinha financiamento nenhum”.
5 A – Será que agora custa 300 mil e compra-se o resto?
6 – “A Autarquia assinou o PEDU no valor de 6 milhões e tivemos que inscrever as obras com uma determinada dotação para pagar 15%”
6 A – Então a dotação não foi de 6 milhões?
7 – “No Parque como foi candidatada a primeira fase, agora vamos candidatar a segunda. A primeira fase foi a concurso por 436 mil Euros foi adjudicada por 278 mil Euros e a segunda terá um preço base de 581 mil Euros. A segunda fase vai tratar o que não estava incluído na 1ª fase. O lado esquerdo do parque, pavimentos, iluminação rede de comunicações, mobiliário urbano, tratamento do edifício do auditório e o lago”.
7 A – Ora podiam explicar melhor esta divisão de projectos? É só para UE e CCDRC verem?
8 – “Onde há parquímetros têm que funcionar, se não funcionam, retiram-se e está o assunto arrumado”
8 A – Então faça o favor de arrumar a questão e não coloque parquímetros nos Largos Humberto Delgado e Salgado Zenha.  
9 – “Deputado do PS lamenta que o partido não encontre «meia-dúzia de pessoas da Guarda» para dirigir da ULS”
9 A- E acha que no Concelho da Guarda há gente para isto tudo? E a ULS não é Distrital? Que raio eu não sou da Guarda.
10 - Quem é que na Assembleia Municipal estava com dor de cotovelo e durante algum tempo o esteve a massajar?
10 A – Eu não fui nem digo

domingo, 5 de março de 2017

Adjudicações directas do Mês de Fevereiro 2017

Mapa das adjudicações directas do mês de Fevereiro de 2017

sábado, 4 de março de 2017

Novo posto CTT do Bonfim

Um dia destes recebi um aviso dos CTT para levantar uma carta registada no posto dos CTT do Bonfim, Rua Duque de Bragança, n´mero não me recordo.
Que bom, pensei, aqui tão perto, já não é necessário ir para o centro da cidade.
Lá vou eu a caminho da Rua Duque de Bragança levantar a carta.
Procuro, procuro e não encontro.
Pergunto a este e àquele e nada, não conhecem.
Pergunto a mais um que me diz de imediato, está em cima de si.
Olho para cima e vejo lá no alto o posto CTT.
É bom que esteja, o lugar é que não condiz com as necessidades das pessoas. Subir tantas escadas? Não acham que está demasiado alto?
Vale mais ter alguma coisa que nada?

sexta-feira, 3 de março de 2017

Os enredos do PS

Os dirigentes locais e distritais do PS estão a deixar-se enredar “em enredos” de telenovela de terceira categoria.
Estamos a falar da futura nova administração da Unidade Local de Saúde da Guarda e o cabeça de lista para concorrer à câmara da Guarda.
Comentadores de classe A, B e C. Comentadores do PS. Órgãos de Comunicação Social. Blogosfera. Facebookianos. Todos têm mais um nome, mais uma história, mais uma intriga para acrescentar às intrigas anteriores.
São da Guarda? Não prestam. Só queremos da Guarda. São de fora? Era bom para acabar com aqueles de cá. São velhos? Queremos os jovens. Queremos emprego? Sim, queremos? E para a Câmara? Quem se quer queimar? Eu, não que já estou, que vá aquele que já não tem nada a perder? E perdoamos aos outros? Nem pensar. Alguns queremos, outros não.
Infelizmente acho que devemos esperar o pior e depois se nos surpreenderem dizemos que é bom.
E quem percebe destas coisas e já fabricou candidatos afirma que o PS tem um plano B para a câmara e não vai ser aquela pessoa mas sim a outra.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Nova Empresa na PLIE: Eventologia Unipessoal

O Presidente da Câmara anunciou que mais uma nova empresa se irá instalar na PLIE – Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial.
A Empresa está bem para os tempos novos da Guarda: Eventologia Unipessoal Lda.
E o qual o objecto da empresa:
Organização de actividades de animação turística, designadamente aluguer de equipamentos insufláveis, organização de provas desportivas, actividades de teambuilding. Organização e promoção de espectáculos. Organização de feiras, congressos e outros eventos similares. Comércio a retalho em bancas, feiras e unidades móveis de venda, de produtos alimentares, bebidas e tabaco. Actividades postais sujeitas a obrigações do serviço universal. Actividades de consultoria em informática, gestão, marketing e design. Actividades de tradução e interpretação, serviços de apoio à educação
E donde vem esta Empresa? Vem de muito perto
A empresa Eventologia Unipessoal Lda. Vem da Rua da Alegria, da Guarda
Sim esta empresa já funciona na Guarda desde 2011 e tem um capital social de 12 500 Euros. Isto é o que está disponível da Internet.
Pois é “PLIE quem te viu e quem te vê”, diz o Presidente, e se vai crescer com a prata da casa, mal empregada PLIE, até porque vai contribuir para o despovoamento do centro da cidade.
Já agora e ao correr do dedo. Quantas empresas novas, novas e não transferidas, foram criadas na PLIE desde 2013? Que consegue fazer o balanço?

quarta-feira, 1 de março de 2017

As tragédias da ULS da Guarda

De tragédia em tragédia lá se foi aguentado o Conselho de Administração da ULS da Guarda, mas desta vez a tragédia foi tão grande que era preciso que o Presidente descesse à ULS e ponderasse as situações, mas as suas intervenções têm ido de mal a pior
E o que disse o presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde da Guarda desta última grande tragédia?
Administrador do Hospital da Guarda diz-se vítima de “cabala”
Diz que “Registos cardíacos do bebé que morreu no dia 16 desapareceram".
Diz que foi intencional o desvio dos registos cardíacos da bebé que faleceu
Diz que pelo menos, oito pessoas tiveram acesso direto aos registos.
Diz que tudo indica que exista pressão dos dirigentes locais do PS para que a administração desta unidade seja substituída.
“Ontem o JN noticiou o extravio dos dois registos cardiotocográficos — registos gráficos da frequência cardíaca fetal e das contrações uterinas — feitos no dia 15 de fevereiro e no dia 16, quatro minutos depois da mulher grávida de 39 anos ter dado entrada naquele hospital com perdas de sangue. Estes exames seriam peças-chave na investigação que está a decorrer, pois permitiriam perceber se a bebé já estava morta quando chegou ao hospital ou se morreu enquanto a mãe esperava para ser vista”.
“Mas os problemas na investigação não se ficam por aqui. De acordo com o JN, a Polícia Judiciária ainda não conseguiu ter acesso às imagens de videovigilância que ajudariam a confirmar quanto tempo esperou a mulher para ser vista por uma equipa médica. O Hospital terá invocado dificuldades técnicas para não disponibilizar as imagens”.
São três grandes tragédias para a Guarda:
Primeira tragédia, a morte de um bebé
Segunda tragédia: a fuga às responsabilidades do Presidente do Conselho de Administração e não é só neste caso
Terceira tragédia: vitimizar-se e responsabilizar um partido político de cabala.
Nota de rodapé: E quem o trouxe para cá não terá nada a dizer, destas e das outras tragédias?