domingo, 18 de fevereiro de 2018

sábado, 17 de fevereiro de 2018

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Pontualidade Britânica: "Verdadeiramente envergonhado"

Notícia do jornal I e The Guardian:
O secretário de Estado do Departamento para o Desenvolvimento Internacional no Reino Unido, chegou dois minutos atrasado à sessão de perguntas e respostas e, por isso, pediu a demissão "com efeitos imediatos",
"Quero pedir as mais sinceras desculpas à baronesa Lister pela minha descortesia ao não estar no meu lugar para responder à pergunta dela sobre um assunto muito importante no início da sessão", disse.
"Sempre acreditei que nos devemos reger pelos mais altos padrões de cortesia e respeito quando respondemos em nome do governo às questões legítimas da legislatura. Estou envergonhado por não ter estado no meu lugar e portanto vou entregar a minha demissão à primeira-ministra com efeitos imediatos. Lamento".
O governante afirma sentir-se "verdadeiramente envergonhado" com o que aconteceu.
A demissão não foi aceite demissão "De todos os ministros que eu gostaria de causar a demissão, ele seria o último", "ele sentiu que era a atitude mais correta".
O que restaria de Portugal se todos os Portugueses se demitissem por 2 minutos de atraso? Quando são 15 minutos de atraso já toda a gente bate palmas. 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Sábado de Aleluia; A Guarda Capital Europeia da Cultura 2027

A Câmara da Guarda já tem equipa para desenvolver o processo de candidatura a “Capital Europeia da Cultura 2027”.
Um reputado cronista e político polivalente, porta-voz da sociedade civil, escreveu uma excelente crónica sobre o tema. O Original foi Publicado em Jornal O Interior. Este texto que publico está por mim adaptado. Então aqui vai sem aspas:
Guarda vai ser candidata a candidata a Capital Europeia da Cultura em 2027
Os pressupostos têm a ver com a valorização do património cultural tendo em conta as manifestações culturais, correntes artísticas, cooperação, criação e mobilização. A Guarda consegue satisfazer todos estes pressupostos surpreendendo todas as outras candidaturas, pois tem equipamentos, espaços públicos, salas de espetáculos, passado, presente, motivação cultural, associativismo, acolhimento, cultura popular, rotas históricas, gastronómicas e turísticas que outros gostariam de ter.
Temos mais de dois terços da Serra da Estrela. Temos a maior bacia hidrográfica do país – rio Mondego, rio Zêzere a desaguar no Tejo, Côa a desaguar no Douro. Temos a serra de Malcata, a da Marofa, o riquíssimo ecossistema do rio Águeda, as gravuras rupestres do Côa. Temos as nossas aldeias históricas, pelourinhos, calçadas romanas, monumentos megalíticos. Temos Almeida, Castelo Rodrigo, Celorico, Trancoso, Marialva, Sabugal, Sortelha, Castelo Mendo, Vilar Maior, Linhares, Jarmelo.
Temos a principal fronteira terrestre. Temos a produção de vinho do Porto, Pinhel com o belo tinto. Figueira com apreciado branco. Foz Côa com o melhor do Douro. Gouveia a fornecer os vinhos do Dão.
Temos o pequeno e resistente sector têxtil. Temos o queijo de ovelha o boi jarmelista, a ovelha bordeleira, o cão da serra, a fauna e flora serrana, o mel, azeite, amêndoa, Temos o termalismo em Manteigas, Mêda, Sabugal, Aguiar da Beira, Almeida Temos toda a rica história do nosso ar. Temos o artesanato. As praias fluviais. A catedral. A diversão noturna. A presença judaica. A gastronomia beirã.
Temos duas linhas de caminho-de-ferro e duas autoestradas e é pena que Cavaco não tivesse arriscado um aeroporto na zona centro do país
Para que tudo seja perfeito é urgente a recuperação do degradado centro histórico.
Estando na corrida cidades importantes e interessantes, sinceramente, a nossa com tudo aquilo que possui, com enorme vontade de vencer, onde inquestionavelmente todos devemos puxar para o mesmo lado, esperando todo o apoio dos deputados do círculo eleitoral da Guarda, dos municípios, Assembleias Municipais do distrito e também da CIM, ganhando assim indiscutível vantagem, a palavra-chave é e tem de ser necessariamente esta: Estamos nessa. Força Guarda. Bora lá…

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Quarta-feira de Cinzas - Justiça

Foto: Por I, Killer18, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=2322055
PJ investiga 'toupeira' encarnada, que é uma coisa que ainda  não foi inventada.
O Jornal Expresso noticia em primeira página que o Benfica tinha uma toupeira no Campus da Justiça e que o Ministério Público abriu uma investigação para saber quem é o alegado espião que o Benfica teria no Campus da Justiça.
É uma notícia com muita graça ou ciumenta, quando sabemos que a justiça está toda esburacada, com as muitas toupeiras que passam notícias aos jornalistas.
Deveria ser aprovado um decreto-lei que entregasse o monopólio das toupeiras aos jornalistas. 

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

É carnaval, ninguém leva a mal 7 – Descentralização

O Governo quer descentralizar. Os Autarcas querem receber a descentralização.
Mas qual descentralização?
A descentralização do dinheiro. 

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

É Carnaval, ninguém leva a mal 6 – Limpeza das florestas

Todos querem as florestas limpas. Todos de acordo, excepto quem deve limpar.
Autarcas não querem. Proprietários dizem que é caro. O Povo não está interessado.
Quem limpa? As cabras, se as houver, ou o fogo que vier.